6 de junho de 2018

O caso das máscaras de chumbo- parte 3

          De volta ao estudo do “Caso das máscaras de chumbo” nos analizamos mais dados presentes em vídeos e textos encontrados na internet. Um deles retrata um dos bilhetes pouco citado e acreditamos saber o motivo.

           o bilhete que constava uma misteriosa sequencia de numeros e letras nada mais mostrava do que codigos de valvulas da época. Leva a crer que as vítimas iriam comprar esse material para realizar consertos em seu oficio diário de transtecnicos locais em Campos, como citado anteriormente. Não defendo a idéia de levarem para construir algo a ser usado no momento da morte. Pois, deduzo que o fariam antes. è certo tambem que não adquiriram tais peças, o que me serve como prova que, assim como pensavam em devolver o casco da água mineral e reaver o valor correspondente, como ocorria na época, também pensavam em comprar as peças para o conserto dos aparelhos a eles confiados para conserto, quando voltassem do Morro do Vintém. Talvez passaram na loja para ver se lá teria essas peças. Será que deixaram pagas e nunca voltaram pra buscar? Isso justificaria o desaparecimento de alguma quantia em dinheiro, o que ocorreu. Não acreditamos que o valor de comprar um carro na época, fosse o mesmo para comprar as peças. Ainda teria dinheiro desaparecido em grande quantidade.

Acima, bilhete encontrado com as vitimas com sequencias de letras e números.

 

Valvulas com a denominação ECL82 encontrada no bilhete.

Valvulas com a denominação 12AU7 encontrada no bilhete.

 

Valvulas com asdenominação ECL82 e EY88 encontradas no bilhete.

Todas as fotos podem ter sua origem comprovada no site http://www.radiomuseum.org/tubes/tube_ecl82.html

Ao nosso ver, as vítimas iriam aproveitar a estada em Niteroi e , não apenas participar do que iriam fazer no morro do vintém, mas, tambem adquirir peças que precisavam para consertar tvs defeituosas que ja se encontravam em sua oficina.

Outro bilhete envolvendo eletronica e que poderia se relacionar a uma conversa na loja de eletronica seria esse:

                Trata-se de equações sobre resistência, mais precisamente, de uma equação básica de eletronica reprsentando a energia movida por uma resistência e a potência elétrica d euma resistência. Ao nosso ver, o conteúdo seria relacionado a rotina de tecnicos de aparelhos eletronicos, nada tendo a ver com o crime misterioso.

               Mas, existem pontas soltas. Sobretudo quando falamos em uma terceira pessoa envolvida e presente no momento da morte das vítimas. Já tenho algo para trazer aos visitantes do site  numa quart aparte desse mistério. Mas, acredito que ja tenha contribuido para faze-los pensar. Conto como voces, sejam formados em quimica, eletronica, fisica, direito ou não. Nada supera a inteligencia e o talento. Vamos em frente.

 Visite nosso canal no You Tube e assista o documentário sobre o caso, apresentado no antigo programa “Linha Direta”, nas duas edições feitas. Uma de 1990 e outra mais recente de 2004. Vá no MENU, no BLOG DE NOTÍCIAS, E CLIQUE NO LINK PARA O CANAL.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *