29 de agosto de 2018

Queen Mary aluga quarto assombrado pela primeira vez em 30 anos

Um dos dez lugares mais assombrados da Terra (segundo a revista Time 2016) está mais uma vez abrindo seu quarto mais assombrado para qualquer um corajoso o suficiente que queira passar a noite … e pode pagar o preço exorbitante. O Queen Mary – outrora o navio de cruzeiro mais assombrado do mundo e agora um dos hotéis mais assombrados do mundo – anunciou que a cabine B340, fechada por muitos anos por causa de seus muitos fantasmas, estará disponível para ocupantes durante a noite a partir de 13/4 – sim é sexta-feira 13 – ao preço igualmente assustador de US $ 499 por noite. Que tal?

“A última vez que a sala foi ocupada por um convidado foi na década de 1980. Há décadas, milhares de visitantes pedem para ocupar a cabine e, depois de 30 anos, estamos entusiasmados por mais uma vez estender a oferta aos nossos hóspedes. ”

Stephen Sowards, gerente geral do Queen Mary, disse à ABC News que o Stateroom B340 tem sido frequentemente descoberto como “notoriamente assombrado” por ex-convidados e investigadores paranormais, mas desde que se resolveu cobrar US $ 499 por noite (não há notícia de quanto custaria os amendoins do frigobar), quem aceitar ir está ajudando a aumentar suas chances de um encontro fantasmagórico, sendo permitido levara para a  cabine coisas como um tabuleiro Ouija, cartas de tarô e uma bola de cristal.

 

Um quarto no Queen Mary

Queen Mary on board HMS “Queen Elizabeth” in 1918. (Photo by PA Images via Getty Images)

Quando os convidados da Stateroom B340 fecham a porta  a noite, por quem ou o que eles podem esperar ser assombrados?  Teriam bastante opões, de acordo com sites paranormais como hauntedhoneymoon.com. Antes de se tornar um hotel e museu ancorado ao largo da costa de Long Beach, Califórnia, em 1967, o majestoso navio zarpou em 1936, mas logo ficou cinza e se tornou o apropriadamente chamado “Grey Ghost”, transportando tropas da Segunda Guerra Mundial dos EUA. para a Inglaterra em preparação para o Dia D. Durante esse serviço, o navio bateu e afundou um navio de escolta matando muitas pessoas.

 

Depois que a guerra terminou, o Queen Mary foi restaurado ao seu estado de luxo e retornou ao serviço de passageiros … e à criação de histórias de fantasmas. Um deles envolve um tripulante (um bombeiro da sala de máquinas) chamado John Pedder, que foi esmagado pela “porta 13” – uma porta estanque que fechava durante emergências – e é visto andando por um “beco sem saída” e desaparecendo na porta infame. Outros fantasmas são de passageiros que se afogaram na Primeira Classe Piscina, incluindo uma mulher adulta e uma jovem, que se acreditava ter se afogado na piscina de segunda classe. Há muitos outros avistamentos de espíritos em corredores, salas e enfermaria.

No corredor…

Existea  infame cabine  340B. Relatos de torneiras girando sozinhas, lençóis soltos e tapetes sendo arrancados foram atribuídos ao fantasma de um comissário de bordo (o encarregado do dinheiro de um navio) que teria sido assassinado na sala. Em qualquer caso, a cabine B340 está disponível a partir da sexta-feira 13. Você é corajoso o suficiente para reservar por uma noite?

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *