10 de agosto de 2018

URSAL – uma grande conspiração no Brasil?

NOTA INICIAL: O Detetive do Improvável é uma fonte de informação APOLITICA, não possuindo entre seus objetivos a proliferação de qualquer ideologia politica. O tema abordado nessa publicação foi escolhido por termos recebido diversos emails que apresentaram entre nossos leitores muitas perguntas a respeito do assunto. Para nos, os textos que se seguem são meramente fonte de estudo.

Durante o primeiro debate entre os candidatos a presidência do Brasil de 2018, o publico foi tomado de surpresa por uma estranha pergunta do candidato Cabo Daciolo. Expressões como o Foro de São Paulo, Grande ordem mundial e URSAL foram ouvidas, para espanto do candidato Ciro Gomes. Mas, o que seria realmente esses termos? O que eles estariam fazendo num debate de presidenciáveis?

O tema é um prato cheio para os chamados “defensores da Direita” acusarem os partidos de esquerda e seus seguidores de conspirarem contra a nação brasileira. Para os partidos da esquerda, a idéia seria gerar confusão nas pessoas para gerar repulsa pela ideias esquerdistas. Vamos aos detalhes.

Para algumas pessoas, a grande ordem mundial seria um conspiração secular para a formação de um governo únci no mundo que representaria  a liderança definitiva de uma elite da humanidade, enquanto a grande maioria da população viveria apenas para a manutensão dessa elite. As condutas dessa ordem envolveriam atitudes selvagens que incluiria exterminos em massa e controle populacional a base de violencia.Outras fotnes, colocam a grande ordem até envolvida com ramos religiosos apocalipticos ou satanicos.

Num plano de implantacao de um governo unico global, muito lideres seriam convencidos a acabar com as atuais nações, transformando-as em grandes blocos continentais de governos centralizados, para, em outra fase, elimina-los e unir o mundo globalmente num úncio governo, a grande ordem mundial.

Para a  imprensa, e consequentemente, história oficial, tais ideias são irreais, sem base alguma, sendo considerada apenas um delirio ou idéia conspiratória. Isso se deve tambem a grande complexidade que um plano desse exigiria, não apensa para se manter existindo, mas, para existir em segredo.

Mas, qual seria a idéia que se relaciona ao Brasil atual?  Durante o governo do partido dos trabalhadores, muito se falou num preojeto se manter no poder por um tempo que viesse a se realizar todos os projetos do partido. Isso foi publico e oficial. Entretanto, a partir dessa idéia, para os que defendem a existência  da Grande Ordem, e da Ursal, havieria um cronograma em andamento para a criação de uma “grande pátria” que uniria todos os paises da america latina como uma grande nação. Vejam alguns textos, bem extensos, que separamos para o leitor mais exigente de detalhes abaixo:

fonte: http://averdadequeamidianaomostra.blogspot.com/2014/11/unasul-ursal-ursas-celac-brics-eurasia.html

UNASUL – URSAL – URSAS – CELAC – BRICS – EURÁSIA

REPAREM NESSA FOTO ACIMA COMO ELES ESTÃO TODOS COM AS MÃOS ESPALMADAS.

ESTE GESTO É O SÍMBOLO DE OBEDIÊNCIA OU DE COOPERAÇÃO COM O PLANO DOS GLOBALISTAS, QUE COORDENAM A IMPLANTAÇÃO DA NOVA ORDEM MUNDIAL.

Nota do Detetive do Improvável: Temos que considerar que o gesto por si só se complica. Uma mão aberta pode ser apensa uma mão aberta. Em gesto mais clássicos como dedos formando a letra “v”, a letra “L” fica entendido a intenção de se manifestar algo por um simbolo ou gesto. Não seria nenhuma surpresa se o leitor ao conferir suas proprias fotos, encontrasse entre elas o suposto gesto conspiratório da foto acima.

VEJAM ABAIXO EXEMPLOS DESSE GESTO TÍPICO COMBINADO NAS FOTOS DE ENCONTROS INTERNACIONAIS.

ENCONTRO DO G-20

ENCONTRO DO G-20 EM SEUL, NA COREIA DO SUL

ENCONTRO DO G-20 EM TORONTO, NO CANADÁ

EX PRESIDENTE DOS E.U.A. – GEORGE W. BUSH

EX PRESIDENTE DA FRANÇA – JACQUES CHIRAC

Siglas importantes:

UNASUL = União das Nações da América do Sul

URSAL = União das Repúblicas Socialistas da América Latina

URSAS = União das Repúblicas Socialistas da América do Sul

CELAC = Comunidade dos Estados Latino Americanos e do Caribe (na verdade a sigla quer dizer outra coisa)

 

 

As fotos acima são postadas em  vários locais na internet, sendo relacionadas aum grande conspiração dos lideres mundiais para a implantação de uma Nova Ordem Mundial. Entre os sites mais acessados sobre o tema, o Detetive do Improvável escolheu o que apresenta o texto a seguir. Assinado por Taiguara Fernandes de Sousa.

O Projeto Comunista para o Brasil e a América Latina

 

Autor: Taiguara Fernandes de Sousa

     

 

Há décadas os comunistas planejam a instauração de um regime ditatorial comunista no Brasil e em toda a América Latina.

No dia 23 de maio de 2008, uma reunião em Brasília tornou realidade a UNASUL (União das Nações Sul-Americanas), através de um Tratado Constitutivo que criou uma personalidade política própria para o Bloco e, entre outras coisas, um Conselho Sul-Americano de Segurança.

Este Bloco – estipulado nos moldes da União Européia como união política e econômica, com moeda única e parlamento comum – é divulgado como a última salvação econômica da América do Sul, como se o simples ingresso no mesmo fosse tornar qualquer país sul-americano desenvolvido instantaneamente.

E promessas como esta atraem mentes ingênuas…

A Unasul é apenas uma mal-disfarçada tentativa de implantar na América do Sul um regime ditatorial comunista, exatamente igual ao que foi feito na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a extinta URSS. Diríamos que a Unasul é tão-somente a URSS trazida para a América.

E quem deseje confirmar tal coisa, basta abrir os olhos e analisar as pistas que a própria Unasul nos dá…

Não por coincidência, sua bandeira carrega as cores vermelho-sangue e amarelo… exatamente as mesmas da bandeira da URSS, ainda hoje utilizadas pelo Partido Comunista.

A Sede da Unasul será em Quito, Equador… o Equador do socialista Rafael Correa.

O Parlamento da Unasul será em Cochabamba, Bolívia… a Bolívia hoje dominada pelos comunistas de Evo Morales.

E o Banco do Sul, o centro financeiro do Bloco, por onde circulará a moeda única (que Evo Morales sugeriu chamar-se “pacha”: “terra”, em idioma quíchua…) será… em Caracas! Caracas, a capital venezuelana, do falecido déspota totalitarista Hugo Chávez… que nunca escondeu seu desejo tão caro de estabelecer uma união das nações do Sul, como propôs Bolívar….

Estas pistas revelam bem o que, realmente, é a Unasul: uma tentativa – já uma realidade política – de implantar na América Latina uma nova URSS.

A diferença entre União Soviética a União das Nações Sul-Americanas é tão somente o método de implementação: na URSS foi implantada de chofre, por uma revolução violenta e anárquica; hoje, como já não se dá mais valor a estas revoluções – o mundo está cansado de revoluções que no final tornam tudo pior do que era antes – a Unasul é implantada aos poucos, gradativamente, de forma sutil, em um movimento lento, cuja intenção é desviar as atenções. E, de fato, quase ninguém está percebendo para onde estamos caminhando.

No Brasil, onde a ingenuidade chega às raias da ignorância, o povo não percebe a que ponto está sendo conduzida a lenta revolução comunista do governo Lula/Dilma. É incompreensível que o povo brasileiro se deixe seduzir por promessas de milagres econômicos e feche os olhos à realidade: em breve, neste caminho, o Brasil se tornará uma república socialista, de regime ditatorial!

O ex-Presidente Lula colocou em postos-chave de seu governo pessoas abertamente ligadas às causas revolucionárias comunistas, com um passado terrorista e guerrilheiro envergonhável.

José Genoíno, o “companheiro Zé” do Lula,  sempre foi genuinamente a favor de uma revolução comunista, e nem mesmo hoje, quando o PT tenta passar uma imagem mais bonita e disfarçada de seu esquerdismo, não esconde esta sua pretensão. A Guerrilha do Araguaia, na qual ele lutou, tinha este objetivo. Felizmente foi suprimida pelo Exército Brasileiro…

José Dirceu, outro “companheiro Zé”, é revolucionário comunista e guerrilheiro de carteirinha, inclusive treinado em Cuba pelos mais preparados assassinos… ops! oficiais cubanos para implantar o regime comunista no Brasil.

Esta figura foi deslocada do governo Lula após o escândalo do Mensalão, mas em seu lugar foi posta criatura muito melhor, de credenciais tão ou mais aptas que as de Dirceu à condução da Revolução que o Presidente teme promover abertamente: Dilma Roussef, a “camarada de armas” de José Dirceu, como ele mesmo lhe chamava, unindo numa só expressão o tratamento soviético e o ideal comuno-guerrilheiro.

A presidenta Dilma “Estela” Roussef, em seus tempos de juventude, foi guerrilheira e participou ativamente das fileiras de dois grupos terroristas no país: o COLINA, Comando da Libertação Nacional, organização terrorista e subversiva; e o VAR-Palmares, a Vanguarda Armada Revolucionária de Palmares, uma verdadeira FARC brasileira, a qual, como o próprio nome diz, tencionava realizar a Revolução Comunista por meio das armas e da violência. No VAR-Palmares, a Ministra usava o codinome de “Estela”. E, tomando como base as atitudes da Ministra, nada nos faz supor que tenha esquecido suas idéias revolucionárias.

A Sra. Estela Roussef fez até um showzinho na CPI dos Cartões Corporativos, dizendo orgulhar-se de ter combatido a ditadura… Ora, sejamos ao menos sensatos (sensatez é muito a exigir-se de um comunista): a presidenta Roussef, ou Camarada Estela, não lutou contra a ditadura militar, mas  sim em prol da ditadura, só que uma outra ditadura: a comunista, cuja implantação era objetivo do COLINA e do VAR-Palmares.

E isto não se aplica somente aos grupos terroristas dos quais a presidenta Estela participou, dado que é fato inegável que os comunistas que lutaram contra a ditadura militar no Brasil, lutavam, na verdade, pela implantação de um regime comunista nos moldes cubanos. Negar isso é negar o fato histórico concreto.

O Lula, com seu jeitinho tímido e de “homão” nordestino, na verdade é muito inteligente: move tudo por debaixo dos panos. Uma revolução tão habilmente traçada e planejada, há tantos anos. Não uma revolução: uma conspiração contra a nação brasileira.

São estes os políticos que hoje dominam o Brasil. São estes os políticos que querem implantar um regime comunista na soberana nação brasileira, suprimindo as liberdades individuais e propugnando ideais há muito demonstrados errôneos. São estes os políticos que querem enxertar na América o carcinoma da União Soviética.

Seríamos capazes de prever os passos desta Revolução Comunista lenta e gradual

1º Passo: Revolução cultural

Antes de semear, o terreno deve ser arado e a terra preparada. Não se pode infiltrar a ideologia na mente de alguém sem que antes seu pensamento seja direcionado a recebê-la. Mão Tse-Tung sabia disto, e foi no que se baseou para sua Revolução Cultural na China, a partir de 1966.

No Brasil, a Revolução Cultural acontece: o governo estimula uma degradação de valores como nunca antes vista. Foi no governo Lula que foi aprovada a perniciosa Lei de Biossegurança, que não garante a segurança dos mais indefesos, os seres humanos em idade embrionária. E é neste governo que se quer aprovar o nefasto e animalesco crime do aborto – por iniciativa do Presidente, que convocou uma Comissão Tripartite para elaborar um Projeto de Lei a respeito, e pôs no Ministério da Saúde um médico abortista ao extremo da obsessão.

Não bastando, ainda se quer neste governo do Lula aprovar uma Lei pela qual todos os brasileiros – todos, e absolutamente todos – são obrigados a tolerar e concordar com os atos imorais e pecaminosos praticados por um homossexual, sendo-lhe proibido o direito de manifestar-se contrariamente às práticas homossexuais. E sequer pense o brasileiro em tachar de “promíscuas” as perniciosas paradas gays, pois poderá ser levado ao hospício… afinal, ainda um dia desses disse o Presidente Lula que ser contrário ao homossexualismo é a “doença mais perversa que já entrou numa cabeça humana”…

Mas nada é comparado às máquinas de camisinha nas escolas públicas, pelas quais os adolescentes são expostos e estimulados ao sexo livre e irresponsável. Sexo animalesco e bizarro, na verdade.

É a Revolução Cultural, que no Brasil anda a mil.

 

2º Passo: Amizade com regimes comunistas

Mas para preparar o pensamento do povo ao acolhimento de um regime comunista, é necessário ainda que sejam fechados laços de amizade com regimes do tipo, para que o cidadão já tenha como parte de sua experiência de vida a convivência com tal regime.

E nisto se deu a lua-de-mel de Lula e Hugo Chávez, a quem o Presidente chamou de “companheiro” (que bela qualidade de “companheiro”…). A entrada da Venezuela no Mercosul, não obstante as constantes violações dos direitos humanos naquele país, se deu no mesmo contexto.

É nisto que se dá, também, a tímida reação brasileira às estatizações do gás boliviano, e a maravilhosa relação fraterna entre Lula e o comunista Evo Morales.

Não se pode esquecer a grande amizade deste governo com a China comunista… China na qual não há liberdade; China que assassinou e assassina milhares – ou milhões; China na qual milhares de homens são presos em verdadeiros campos de concentração e forçados a trabalhar de forma escrava nas indústrias, fabricando estes produtos baratos que atolam o mercado brasileiro (“Made in China”… ou “Made by slave work”).

3º Passo: Censura

A Lei da Mordaça Gay, da qual já falamos, é um exemplo do início da censura no Brasil.

A censura já acontece.

Durante o julgamento do STF sobre as células-tronco embrionárias, esta censura tomou proporções absurdas: nenhuma notícia, uma sequer, foi divulgada contra as pesquisas; apenas a favor. Não deve ser coincidência que o governo fosse o maior interessado nas pesquisas com células-tronco embrionárias.

Não se falou nos tumores que estas células podem causar.

Não se falou dos benefícios maravilhosos que se pode obter com células-tronco adultas.

Não se falou de tantas crianças que nasceram mesmo após terem sido conservadas criogenicamente por mais de uma década (desmentindo o argumento dos “embriões inviáveis”…)

Por não ter provas, o autor deste artigo exime-se de acusar o governo de estar por trás da manipulação midiática de informação a respeito das células-tronco e de censurar as informações em contrário às suas intenções.

Mas que uma censura larga em ação no Brasil, isto ninguém pode negar.

E se os brasileiros não tomarem cuidado, ela se alastrará.

4º Passo: Reforma Agrária nos moldes soviéticos

Uma Reforma Agrária injusta, confiscatória e completamente desprovida de sentido deverá ser realizada por iniciativa governamental. O proprietário rural terá sua terra desonestamente confiscada para ser redistribuída da forma que o governo bem desejar. Exatamente como na URSS, não se fará distinção entre proprietário rural grande ou pequeno: o proprietário rural é o inimigo, seja ele quem for.

O apoio do governo Lula/Dilma ao revolucionário MST, que, invadindo propriedades, desrespeita os Sétimo e Décimo Mandamentos de Deus, pode ser visto como o primeiro passo rumo a este ideal…

 

5º Passo: Perseguição à religião

A religião é a pior inimiga do comunismo quando não se dobra perante ele. E a única capaz de não se dobrar, por sua coerência e firmeza, é o Catolicismo. Por isto, ela deve ser perseguida.

Nesta primeira fase da perseguição, a religião será desacreditada junto ao povo.

Isto já está acontecendo.

Basta observar o episódio das células-tronco embrionárias, onde a posição contrária da Igreja não era digna de crédito, simples e estapafurdiamente rejeitada pelos opositores (que conhecem sua coerência e exatidão), tachada de obscurantista e medieval. A expressão mais utilizada no episódio das células-tronco embrionárias foi “Estado laico”, e não “embrião humano”.

Agora se quer tirar, por força de lei, o título de Padroeira do Brasil de Nossa Senhora Aparecida, algo que já faz parte da piedade popular.

 

6º Passo: Censura formal

Censura decretada sob forma de lei.

 

 

7º Passo: Prisões

Inimigos políticos ou pessoas contrárias ao rumo tomado pelo país deverão ser presas e caladas. Primeiro com base em acusações falsas. Depois, sem motivo.

 

 

8º Passo: Decretação do Regime Comunista

Será decretado um regime ditatorial de cunho comunista. Se dirão palavras do tipo: “Uma nova era se inicia, uma era de igualdade e justiça”… Serão prometidos milagres econômicos, justiça social, o fim da fome e da pobreza, e outras coisas materiais que encantarão a muitos!

 

 

9º Passo: Unasul

Uma nova URSS.

 

10º Passo: Extinção aberta da religião

A religião, em especial a católica, será perseguida de forma bizarra. O ódio comunista à religião fará muitas vítimas. Como na URSS e na China, o objetivo será claro: eliminar a religião até os seus fundamentos. Igrejas fechadas, católicos presos e assassinados. Verdadeiro “Holocausto Católico”, de feições demoníacas.

Cada um destes passos já está em andamento. Deus nos livre que todos eles sejam dados!

Podemos parecer pessimistas ou chocantes demais ao denunciarmos estes dez passos. Mas nada fazemos a não ser olhar para o passado e dele tirar lições para o presente: exatamente o que aconteceu na URSS, na China e na Guerra Civil Espanhola pode acontecer no Brasil. Não queremos ser  sensacionalistas, mas é chegada a hora de o brasileiro deixar de lado a ingenuidade e ver a realidade de forma nua e crua, como ela é de fato.

Este governo é o início de um antigo sonho comunista.

Uma sucessão de governos deste tipo e logo teremos uma ditadura comunista no Brasil.

O governo da presidenta-comunista Dilma “Estela” Roussef piorará as coisas.

Cabe ao povo brasileiro não permitir tal coisa.

Cabe ao Brasil reafirmar sua soberania perante esses crápulas terroristas e mascarados, discípulos de Stálin, Mao e Fidel.

O povo brasileiro não pode cruzar os braços diante da ofensiva comunista nesta nação.

Se este povo não lutar contra esta ofensiva, o Brasil será deixado num berço de serpentes. E estas serpentes o envenenarão, com consequências trágicas para a nação.

Texto escrito pelo grupo “Politicamente Irado” do Facebook.

 

Nota do Detetive do Improvável: O texto que vem abaixo seria o que mais denunciaria o projeto da reais intenções do chamado Foro de São Paulo. Seria a parte mais brasileira do grande plano para a formação da URSAL. Veja a seguir:

O GRANDE PROJETO DO FORO DE SÃO PAULO, UNIFICAR TODA A AMÉRICA LATINA EM UMA REPÚBLICA COMUNISTA. UMA PRISÃO DO INFERNO DE ONDE NINGUÉM VAI ESCAPAR.

A União das Repúblicas Socialistas da América Latina (URSAL) é um projeto político, acalentado desde a primeira reunião do Foro de São Paulo, que tem como objetivo formar uma confederação de países socialistas na América Latina. Esse projeto se daria aos poucos, primeiramente com a ampliação do Mercosul, depois com a ALBA, Comunidade Sul-Americana de Nações até que se chegasse ao objetivo final, “criar na América Latina o que foi perdido no Leste Europeu”, como disse o secretário do Foro de São Paulo, Marco Aurélio Garcia. Uma Nova Republica Comunista nos moldes da antiga URSS. A base da construção do Foro e sua existência é justamente esta: Unificar as esquerdas na América Latina e criar a URSAL.

O Foro de São Paulo (FSP) é um encontro de partidos políticos e organizações não governamentais de esquerda da América Latina e Caribe. O Foro foi constituído em 1990 quando, juntamente com Fidel Castro, Lula e o Partido dos Trabalhadores brasileiro convidou outros partidos e movimentos sociais e revolucionários da America Latina e do Caribe para discutir alternativas às políticas neoliberais dominantes na América Latina da década de 1990[6][7] e promover a integração econômica, política e cultural da região. Segundo a organização, atualmente mais de 100 partidos e organizações políticas participam dos encontros. As posições políticas variam dentro de um largo espectro, que inclui partidos social-democratas, organizações comunitárias, sindicais e sociais inspirados pela Igreja Católica, grupos étnicos e ambientalistas, organizações nacionalistas, partidos comunistas, fações terroristas e criminosas, narcotraficantes, mercenários e grupos guerrilheiros.

Países da América Latina atualmente governados por membros do Foro de São Paulo e que farão parte do grande império socialista:
Argentina, Barbados, Belize, Bolívia, Brasil, Cuba, Dominica, Equador, El Salvador, Guatemala, Haiti, Nicarágua, Paraguai, República Dominicana, Uruguai, Venezuela, Chile, Uruguai, Colômbia, Peru, Cuba e Guianas.

O Eixo do Mal, Cuba e Brasil através do apoio de organizações internacionais de esquerda, como O Diálogo Interamericano de FHC do PSDB, a Open Society, a Internacional Socialista e países como China e Russia, intensificaram e financiaram projetos em apoio ao Foro de SP. O Diálogo Interamericano de Fernando Henrique Cardoso deu o pontapé inicial no projeto que originou a criação do Foro de SP e a criação de ONGS, movimentos sociais e partidos de esquerda no Brasil. Pactos selaram acordos, conspirações e conchavos em torno da unificação das esquerdas na América Latina. O projeto de comunização no Brasil iniciou-se após o “Pacto de Princenton” realizado entre FHC e Lula e veio se solidificar com a vitória do PSDB de FHC em 1994. À partir de 1994, várias políticas foram criadas e doutrinas implantadas por FHC para fortalecer o tecido do socialismo na sociedade brasileira. Lula durante seu governo já pegou todo o processo da “social democracia marxista” pronto, e apenas deu continuidade a socialização do Estado com a implementação de projetos e Leis que o PSDB de FHC não conseguiu aprovar.

O Estado controlado por Marcos Regulatórios, por Leis que beneficiaram a liberação da maconha e das drogas para consumo, que difundiram o marxismo no ensino e na cultura, que criou o controle da mídia e das instituições públicas, desarmamento, sucateamento das Forças Armadas, política salarial em recessão, urnas eletrônicas fraudáveis e manipuláveis, apoio as união entre gays, incentivo do racismo através de cotas raciais, bolsas família, legalização da prostituição, imunidade parlamentar, reeleição, Projeto Nacional de Direitos Humanos 1 e 2, criação de leis que beneficiam bandidos como: Redução de penas, indulto e direitos a pensão, criação de leis de indenização para agentes e terroristas que morreram ou que ainda vivos, participaram da tentativa de golpe comunista no Brasil. A criação do pensamento que incentivou a criação de nações indígenas, desapropriação de terras com a reforma agrária, conflitos sociais, projetos de participação social, criação e fortalecimento de movimentos sociais como o MST e os “Sem Teto”, LGTB e outros, foram heranças do PSDB para o PT de Lula. Com tudo pronto e pontilhado, Lula continuou o processo de comunização do país e Dilma irá finalmente consolida-lo em 2015.

Na América do Sul, o Brasil liderará a criação da URSAL, a Nova Republica Socialista que será a 3a Força comunista no mundo, se tornando uma muralha contrária às relações com a democracia capitalista dos EUA. Fortalecido pelo Brics, a Nova República Socialista terá apoio irrestrito de tropas e de armas Russas. Várias bases militares serão construídas dentro da América Latina, inclusive com armamentos nucleares apontados para os EUA. Todos os povos da Nova Republica Comunista terão livre acessos aos países unificados, mas não poderão mais sair do continente. Uma das Leis do Foro e fechar totalmente as fronteiras do continente para o mundo. Viveremos na escuridão do socialismo e seremos dia após dia, castigado por propagandas comunistas e ideais Leninistas e marxistas. Em Cuba, as rádios, TV e jornais comunistas divulgam todos os dias, as mesmas doutrinas marxistas. As mesmas histórias da revolução russa e da revolução cubana, são repetitivamente propagandeadas na grande mídia controlada pelo Estado, algo como uma intensa lavagem cerebral promovida para manter o controle da mente humana e das novas gerações na sociedade.

A URSAL será uma grande prisão à céu aberto, um inferno que espalhará miséria, desinformação, controle social e político. FHC que escreveu vários livros e teses sobre o mercado interno Sul Americano, onde o sociólogo de merda tenta provar que nosso continente poderia sem problemas, viver sem relações comerciais e culturais do mundo exterior. FHC, o chefão comunista dos Tucanos, é um dos incentivadores da criação da URSAL. FHC, Lula e Fidel, devem estar comemorando o golpe de Estado no Brasil, pois o próximo passo é fechar o continente e criar a Nova União Soviética Latina.
FONTE: http://www.midiasemmascara.org/arquivos/5392-a-colheita-final-ursal-em-marcha.html

Esse foram algumas amostras do que seria a base do que foi citado no debate que deixou muito telespectadores curiosos com a pergunta feita ao candidato Ciro Gomes. Entretanto a internet esta cheia de fontes para uma pesquisa ainda mais detalhada. Existindo até um site oficial sobre o tema (Pagina oficial: http://www.dossieursal.com/ ) Encara continuar com a pesquisa? Muito surpreso pelo Brasil possuir sua própria teoria conspiratória? Vá em frente! Continue na pista, nobre leitor detetive…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *