6 de setembro de 2019

Arecibo: A resposta que veio do espaço.

Clique na foto para assistir o vídeo exclusivo

 A década de oitenta e setenta foi marcada por grandes investimentos em se descobrir vida fora da Terra por parte da ciência oficial. Um dos cientistas mais envolvidos nesses empreendimentos foi , sem dúvida alguma, o célebre Carl Sagan. Cético quanto a presença de vida alienígena em nosso planeta nos dias atuais, Carl Sagan, foi um pioneiro nas pesquisas e elaboração de teorias  a respeito de vida além de nosso Sistema Solar e dentro dele. Um dos seus projetos mais voltados para essa pesquisa foi a chamada mensagem de Arecibo, que se tratava de uma mensagem de rádio enviada de nosso planeta em direção ao espaço, mais precisamente para o aglomerado de estrelas denominado de Ercole M13, situado a mais de vinte e cinco mil anos-luz de distancia. Para facilitar a comunicação, muito se pensou em como a mensagem seria constituída e o que diria sobre os povo da Terra. De maneira pictórica foram incluídos na mensagem de rádio informações contendo a posição do nosso planeta no Sistema Solar, princípios da matemática e da ciência, considerados “linguagem universal”, o tipo de antena que emitiu a mensagem, nosso DNA, e até mesmo nossa aparência física. Vinte e sete anos depois, em 2001, anos em que  estavam já em alta os chamados “círculos das plantações”, ou Drop circles, surgiu uma imagem em um campo de trigo situado ao lado de um dos maiores radiotelescópios ingleses,, em Chibolton. O conteúdo do desenho poderia deixar os cientistas envolvidos no envio da antiga mensagem de cabelos em pé. Devido a complexidade da obra, a suposta resposta a mensagem histórica de Arecibo foi motivo de comemoração na comunidade ufológica mundial. Ao mesmo tempo que muitos não tardaram a levantar várias provas de farsa no fenômeno. Entretanto, deve ser considerado que, em detalhes, a imagem presente na plantação de trigo, era uma resposta direta a cada imagem enviada da Terra no projeto original. Além dela, havia outra com uma face humanoide imensa, surgida nas mesmas circunstancias misteriosas que a resposta à Arecibo.

Quando comparadas lado a lado, facilmente se percebe que a resposta se baseia e se organizada na mensagem originalmente enviada. Esta na mesma ordem as informações referentes ao planeta que teria respondido e sua posição em seu sistema solar de origem, as diferenças contidas no DNA desse povo alienígena, as informações matemáticas, permaneceram idênticas, e aparência do remetentes da resposta espacial seria bastante compatível as clássicas descrições do chamados grays, ou seja, alienígenas pequenos, magros com a cabeça de grande volume desproporcional ao corpo franzino.

Nunca aconteceu o reconhecimento  da mensagem por parte da ciência oficial. Para muitos, os círculos das plantações ou agroglifos ainda tem muito o que ser estudados. Outros tantos, preferem não se dedicar muito a respeito deles, os considerando  uma inquestionável farsa mundial.

Assista nosso vídeo exclusivo clicando AQUI.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *