1 de novembro de 2019

Ovnis no Futebol

Clique na imagem para assistir nosso vídeo exclusivo.

Um dos argumentos mais usados pelos que insistem em negar a existência dos OVNIs, é o de que estes aparecem somente em lugares ermos ou pouco habitados, e, na maioria das vezes, para um único observador solitário ou, no máximo, para um grupo reduzido……
Mas Há 36 anos, uma partida de futebol ficou na história da ufologia brasileira.
Enquanto os times do Operário e do Vasco jogavam em Campo Grande, Mato Grosso do Sul, um torcedor inusitado surgiu sobre o estádio do Morenão: um OVNI. O objeto mudou a rotina de Campo Grande e até hoje este avistamentos detém o record mundial de pessoas que presenciaram o fenômeno ao mesmo tempo: 24.575 testemunhas.

Na noite de sábado de 6 de março de 1982 o Operário, cinco anos depois de ser semifinalista do Campeonato Brasileiro, vencia o badalado Vasco por 2 a 0 na abertura da segunda fase da Taça de Ouro, como era chamada a competição nacional na época.
Mas o que os torcedores se lembram, mais do que os dois gols do centroavante Jones, foi o estranho objeto cilíndrico que cruzou o céu sobre o Estádio Morenão. Emitindo luzes fortes e extremamente silencioso, o ‘tal negócio’ passou por cerca de cinco segundos sobre o gramado, infelizmente sem registros fotográficos ou filmagens
O OVNI (Objeto Voador Não Identificado) se tornou parte do folclore campo-grandense. Até hoje veículos de informação de todos os lugares do mundo vêm à Capital com um único objetivo: apurar a história do disco voador.

As versões divergiram quanto à quantidade de objetos. Para alguns eram dois os objetos, para outros, quatro. Mas todos concordaram que as luzes eram intensas e de várias cores. O agente de serviço noturno da Base Aérea de Campo Grande viu dois objetos e consultou o o Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta) de Brasília, o qual informou que não detectara nenhuma aeronave conhecida naquele horário

A lenda persiste e, como dizia Steven Spielberg, diretor do filme “ET”, que estreou nos cinemas naquele ano e fez plateias acreditarem que eram possíveis outras formas de vida no universo:
“ Crer nos mitos e lendas é algo que nós precisamos. Algo místico com o poder de conquistar um lugar especial em nosso coração e de nos levar de volta através da memória em tempos mais agradáveis da nossa vida.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *