31 de janeiro de 2020

Mistérios de Alagoas

Clique na foto para assistir nosso vídeo exclusivo.

As terras alagoanas são conhecidas por suas inesquecíveis praias e magnifica culinária, porém também tem suas cidades e regiões que fizeram parte importante da história do Brasil. Passear por cidades como Penedo, ao sul do estado, caminhar por suas ruas no fim da noite, pode ser uma viagem no tempo. Mas, um grande local de valor histórico que recomendamos você visitar é a famosa Serra da Barriga que fica a cerca de nove quilômetros do município de União dos Palmares, situado a nove quilômetros de Maceió, capital do estado de Alagoas.

Assombração de Zumbi dos Palmares

Os grandes eventos da resistência negra liderada por Ganga Zumba e Zumbi ocorreram na Serra da Barriga, que fica em União dos Palmares e, hoje em dia, possui até um local de referência a ser visitado, no qual, no dia da Consciência Negra se pode aproveitar várias atividades relacionadas ao tema. Porém, é em Viçosa, na Serra Dois Irmãos, local onde viveu Zumbi dos Palmares que encontraremos nosso destino. O líder dos negros, que não admitiu nenhum tipo de submissão à Coroa Portuguesa teria se foragido nessa serra após sua derrota anos antes. Nesse local, onde também se pode visitar, fundou um Quilombo de negros fugidos e foi morto no dia 20 de novembro de 1695, na cachoeira da Serra dos Dois Irmãos. É justamente nas proximidades da cachoeira onde pessoas juram ouvir gritos, lamentos e sons de tiros da última batalha na qual ocorreu a derrota do Zumbi dos Palmares.

O Fantasma do Padre do Palácio da Associação Comercial

Um dos locais mais belos no quesito arquitetura na capital alagoana, sem dúvida, é o prédio da Associação Comercial, no bairro de Jaraguá. Admirado por turistas, recebe em épocas festivas, como o natal e o final de ano, enfeites e caprichos por parte da prefeitura municipal de Maceió. É também um ponto quase obrigatório para turmas de formandos dos mais variados cursos registrarem sua foto oficial para posteridade, nas comemorações de formatura. O prédio já tem 142 anos, aproximadamente, de fundação e possui muita estória e história ao redor de suas paredes.  Entre elas, existe a da aparição de um certo clérigo em seus corredores. O fantasma teria uma predileção por uma parte do prédio, chamada de Ala dos passos perdidos, onde seria sempre visto, caminhando, alheio ao mundo que o cerca, em direção ao Salão Nobre. Seu repetitivo caminho sempre termina próximo a mesa de reuniões desse salão. Até onde se sabe, o padre já teria, inclusive, sido reconhecido por pessoas que o viram em anos de outrora e por historiadores. A aparição seria do Cônego Manoel Capitulino de Carvalho, uma importante figura religiosa e política da história alagoana. Ele foi o responsável pela assinatura da Lei de 9 de junho de 1921, quando assumiu o cargo de Governador do Estado de Alagoas, já que era vice-presidente do Senado alagoano. A lei era o alicerce para a construção do prédio no qual hoje seu espectro vem a habitar. Não era, entretanto, maceioense, tendo nascida na cidade de Penedo no sul do estado, tendo seguido ampla carreira política, como já citado.

É curioso explicar como muitos estudiosos da parapsicologia, mais precisamente, da ectoplasmogenese, entendem uma aparição dessa do padre Manoel Capitulino. Ela não interage com ninguém, mesmo se chamado, por exemplo. Então, o que seria? Não teria a alma do religioso encontrado paz após sua morte? Isso não seria obrigatório. Os especialistas iriam, muito provavelmente, classificar a aparição como não-inteligente, já que não interage com o meio. Na verdade, não se trataria da alma do padre, mas, sim, de uma espécie de gravação espectral, fruto das energias emanadas pelo padre ainda vivo e que continuariam no local, se repetindo e se repetindo, como um filme que foi gravado e é projetado. A alma pode já estar no além, passando muito bem inclusive. Mas, um registro enérgico e fantasmagórico permanece no ambiente. Isso ocorre também com manifestações sonoras, como passos que ninguém explica, e que se costuma serem ouvidos em ambientes assombrados. Então, preste muita atenção no tipo de energia que você tem colocado em sua casa, ou em seu trabalho, para não virar um fantasma ou assombração depois que você se for.

Veja aqui outros mistérios alagoanos já publicados:

A mulher da capa preta.

O menino Petrúcio, um santo alagoano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *